fbpx

Blog

photo-1545415808-c1fbb3f02667

O que significa on-line e off-line para o marketing?

Quer investir em marketing para sua empresa mas está perdido em meio a todos esses termos em inglês? É normal não entender muitos dos jargões, mesmo os básicos, do mundo do marketing, levando-se em consideração não somente a complexidade da área, mas o fato de muitos de seus conceitos serem de origem estrangeira, por isso, não possuírem uma nomenclatura em português.

Mas, estamos aqui para ajudá-lo a descomplicar essa visão. Pronto para conhecer mais? Venha descobrir o real significado dos principais termos do marketing em nossa nova série especial: #MktDescomplica

Desta vez, é hora de entender o que significa os termos (bem comuns) on-line e off-line, mais especificamente no marketing:

Você já deve ter visto ou ouvido falar do tal do on-line e off-line, termos que se tornaram bastante comuns nos últimos anos, principalmente com a popularidade da internet, dos celulares smartphones e das redes sociais. Basicamente, ambas palavras da língua inglesa surgem da união de duas expressões variantes e uma fixa: on (dentro) e off (fora) + line (linha). Assim, seu significado geral tem origem na era das tecnologias digitais com o intuito de apontar quando se está conectado (on-line) ou desconectado (off-line). Ou seja, quando você está ativo em suas redes sociais, e-mails e aplicativos, você está on-line; já quando está realizando outras atividades fora da internet, no mundo físico, você está off-line.

Mas, muito além disso, hoje eles já são utilizados para expressar diversas coisas, o que pode ser bastante confuso. No caso do marketing, essas palavras possuem significados específicos (tradicional e digital), porém, ainda estão em consonância com a ideia de mundo digital e mundo físico.

Marketing 
Off-line

Desconecte a internet e todos os seus aparelhos digitais, o que você tem? Considere esse cenário por um momento, isso não lhe lembra de como eram os comércios antigamente? É exatamente por isso que muitos classificam as estratégias de marketing off-line como tradicionais, pois por muito tempo elas eram as únicas opções possíveis.

Dessa forma, no caso do marketing, o off-line abrange todas as estratégias e recursos que tem espaço no mundo físico ou nas mídias tradicionais (jornal, rádio e televisão). Alguns exemplos clássicos disso são as propagandas para televisão, outdoor, panfletagem, correspondências via correio, eventos e, claro, ações presenciais (no ponto de venda/comércio).

Neste caso, o marketing off-line é geralmente utilizado em casos no qual se visa atingir um público segmentado sem acesso ou conhecimento digital (devido a renda, localidade ou faixa etária), o que o torna, ainda hoje, uma das melhores opções para campanhas destinadas a um público maior ou de massa, pois para englobar a todos é necessário utilizar a mídia mais acessível. – o que ainda não é a internet.

0%

No Brasil, 35,3% da população acima de 10 anos não tem acesso à internet, o que  representa quase 60 milhões de pessoas, se concentrando principalmente no segmento acima de 60 anos;

A maior fraqueza deste tipo de marketing, além do fato de ser mais invasivo, é a dificuldade para se mensurar os resultados  em números concretos. Por isso, caso busque avaliar a campanha, é necessário bastante planejamento, com objetivos e estruturas bem definidas. Um ótimo exemplo disso é o marketing outbound mais moderno: simplificando, esse estilo de marketing é voltado a ações mais pró-ativas e agressivas de abordagem visando aqueles que são clientes em potencial, logo que identificados.

Pontos positivos

  • Credibilidade
  • Acessibilidade
  • Alcance de Massa
  • Experiências próximas

Pontos negativos

  • Sensação de Invasão
  • Desperdício de Investimentos
  • Dificuldade de mensuração
  • Estratégias antiquadas
Marketing 
On-line

Com a revolução da internet, todos estamos frequentemente conectados. Segundo dados do Ibope, os brasileiros ficam diariamente 3h39min nas redes sociais. Isso oferece um ambiente perfeito para divulgar um negócio, não? Exatamente por isso que o marketing on-line ou digital está em pico atualmente. Suas ações ou estratégias são realizadas todas no mundo digital (recursos que dependem da internet), o que pode ser por meios como: e-mail, redes sociais, sites, vídeos, aplicativos de celular e muitos outros, as opções são múltiplas.

O que você deve saber sobre social media

Descubra mais sobre o poder das redes sociais no marketing digital neste texto do blog.

Visto isso, ele se torna uma forma menos invasiva e mais rotineira na vida das pessoas, algo que possibilita uma relação mais personalizada entre marca e cliente. Sua plataforma oferece ferramentas que identificam um público melhor segmentado (por gostos, localidades, idades, faixa econômica e muitas outras características), ou seja, devido ao acesso a informações mais amplo, é possível compreender melhor o seu consumidor, o mercado e seus concorrentes. Além de tudo, é também mais fácil mensurar o resultado de suas campanhas, com programas e metodologias voltadas especificamente para isso.

Pontos positivos

  • Segmentação
  • Custo-benefício
  • Engajamento
  • Mensuração de resultados

Pontos negativos

  • Concorrência
  • Pessoas desconectadas
  • Estratégias mal aplicadas
  • Interações negativas
Em qual investir? 
Animate

Antes de comparar ambas em uma luta infinita por em qual delas deve investir, que tal pensar em uma forma de fazer com que ambas conversem entre si ao seu favor? Como empresa, cada caso é um caso, mesmo assim, o ideal é balancear ambos estilos e aproveitar os pontos positivos que as duas oferecem; daí, dependo do seu público-alvo ou nicho de mercado, você poderá pender mais para um lado ou para o outro.

O ideal é que você utilize ambas de forma a criar uma experiência marcante ao seu cliente, para que ele se sinta bem-vindo a se envolver com a empresa. Utiliza-as também para conhecer sua clientela, estreite os laços. E sempre busque inovar, investir em recursos atualizados e quebrar estigmas. O marketing on-line nem sempre será a resposta e o off-line nem sempre precisa ser antiquado, muito pelo contrário; por exemplo, ele pode ser uma grande aposta para experimentar o marketing sensorial, que não pode ser utilizado em totalidade pelo digital.

Também nunca se esqueça: ambas estratégias devem seguir uma mesma linha. O melhor resultado virá quando a empresa conseguir desenvolver um diálogo entre o off-line e o on-line, sem que sejam opostos, mas sim, como complementares.

Agora que entendemos o significado de Marketing On-line e Off-line, você deve estar se perguntando: como aplicar isso na minha empresa? 

Como qualquer outros serviço de marketing, é importante que ele seja desenvolvido e realizado por profissionais da área. Contate-nos para saber como podemos ajudá-lo nesta jornada:

Compartilhe