fbpx

Blog

always2

Femvertising: o empoderamento feminino na publicidade

 Ao redor do globo, as mulheres vão lutando e se libertando de diversos estereótipos diariamente, inclusive no meio da publicidade. Algo que é visível na busca das novas gerações pela desconstrução de uma falsa imagem feminina desenvolvida nos primórdios da publicidade, que até hoje é propagada, assim como, pelo extermínio da sexualização e objetificação da mulher como moeda de venda. É a luta por uma publicidade voltada às mulheres que realmente as faça sentir representadas, sem esteriótipos, fantasias, perfeições incoerentes ou machismos velados.

 Com o foco nesta mudança, surgiu o termo femvertising – junção de duas palavras da língua inglesa, feminine (feminino) e advertising (anunciar) – que representam, em união, a publicidade de empoderamento feminino. Demonstrando uma mudança de mercado, marketing e comunicação, em conjunto com movimentos sociais ao redor do mundo, que buscam um maior espaço para as mulheres. Da mesma forma, que projeta uma tomada de consciência dos publicitários, que assumem a responsabilidade social que a publicidade possui, e por consequente, entendem que anunciar vai muito além de somente vender, mas sim, é uma forma de representar uma realidade e estimular um pensamento ou comportamento.

 Muito diferente de somente tomar consciência da importância do público feminino somente no dia 8 de março (Dia Internacional da Mulher), as novas gerações vem cobrando um comportamento constante de mudança, que combatam preconceitos e barreiras sociais, de gênero, entre outras. E o mesmo comportamento é cobrado além do produzido, mas também na produção, no cerne da criatividade, dentro das empresas e agências. Pois não basta defender um discurso sendo que na realidade ele não é exercido. Por isso, avalie se uma empresa possui uma maioria esmagadora de funcionários homens ou se oferta um salário de menor valor às mulheres quando comparado a um homem pelo mesmo cargo exercido. Atitudes como estas não serão mais toleradas. A nova ordem é oportunizar e igualar em todos os âmbitos.

 As mudanças já são visíveis e animadoras, basta olhar para a publicidade revolucionária no mercado da cerveja no Brasil, que já foi um clássico cultural de objetificação da mulher de formas desnecessárias, mas hoje começa a apresentar mudanças motivadoras. Esse é o caso da Heineken, que propõe uma nova fórmula de linguagem – interligando temas culturais e diferentes públicos- algo que outras marcas já estão notando e utilizando para se reconstruir, Um desses exemplos é a Skol, que mudou da água para o vinho sua linha de pensamento e divulgação, seguindo essa mesma ideia.

 Outras marcas de público feminino também estão revendo certos conceitos, como a personificação da mulher perfeita e a super-mulher belíssima que a todos agrada. Marcas como Avon, Natura, Always, Dove e outras buscam renovar e abranger uma publicidade mais próxima da realidade feminina, com mulheres de verdade, das mais variáveis, que possuem problemas e imperfeições, mas que mesmo assim, amam a si mesmas pelo o que elas são.

 E há melhor local para desconstrução desses paradigmas do que na publicidade? Prova disso são os exemplos abaixo, de vídeos que fazem parte de campanhas publicitárias que realizaram o empoderamento feminino de forma sensacional, podendo realmente mudar o mundo, de pouquinho em pouquinho.

Campanha do movimento criado pela Global Goals em prol aos direitos das mulheres
Campanha #LikeAGirl desenvolvida pela Always
Publicidade do Dia Internacional da Mulher desenvolvida pela L’Oreal Paris no Brasil
Campanha ‘Imagine as possibilidades’ apresentada pela marca Barbie

 Que o futuro nos reserve muitas campanhas como essas, e que a publicidade possa sempre se reinventar, ampliar seus conceitos e se desapegar de rótulos, tendo em mente sua ação e impacto como agente social.

Mais conteúdo empoderador...

ESPECIAL DA DA MULHER: Colexão de conteúdos produzidos por mulheres, sobre mulheres, para mulheres.

Compartilhe