fbpx

Blog

vista-superior-portatil-com-fundo-colorido_23-2148226881

E-commerce: a loja virtual como canal de vendas

Você já fez alguma compra on-line?

Duvido que a sua resposta seja não. Isso porque a internet se tornou um dos principais canais de compra nos últimos anos, com mais de 80 milhões de consumidores brasileiros, segundo o Sebrae. De grandes lojas de varejo a pequenos negócios, o espaço democrático de mercado, com diversos canais de divulgação e nichos de consumo, mostrou-se um sucesso tanto para o empresário quanto para o consumidor, ali ambos saem ganhando.

Depois dos primeiros anos de desconfiança, baixa qualidade e pouca atividade, hoje já sabemos que as compras na internet são, em geral, seguras e práticas, com sistemas intuitivos de acesso que colocam a experiência do cliente em primeiro lugar e personalizam-a. Esse movimento cultural e tecnológico levou ao aumento astronômico do número de consumidores adeptos à compra on-line, que em 2001 era de apenas um milhão. 

A tendência é que esse espaço cresça cada vez mais no Brasil. Novos consumidores surgem a cada ano com a inclusão de novas classes econômicas no mundo digital, tanto que, no primeiro semestre de 2019, 5,3 milhões de consumidores fizeram sua primeira compra on-line,  conforme levantamento da 40ª Webshoppers. São dados positivos como esse que levam o país ao terceiro lugar no ranking mundial de compras pela internet e ao primeiro no ranking sul-americano

Para empresas tradicionais que querem se reinventar ou aos novos empreendedores, faz sentido se sentir atraído e querer entrar nesse mercado, seja como uma loja nativa digital ou como um adicional ao comércio físico. Mas, antes de tomar a decisão final, é muito importante compreender e tirar as dúvidas sobre o que são e como funcionam as lojas virtuais. Para ajudá-lo nisso, traremos neste texto um pequeno resumo sobre esse fenômeno comercial

O que é e-commerce? Quais suas variações?

Traduzido ao português como comércio eletrônico, um e-commerce é uma estratégia de negócios por meio de uma estrutura digital que ofereça um processo de compras e vendas on-line. O site dedicado a isso é conhecido como loja virtual, um espaço digital que agrega muitos dos aspectos do espaço físico, mas oferece uma experiência diferenciada de consumo.  

Ou seja, assim como uma loja física, ela também possui estoque, catálogo de produtos, atendimento ao cliente, marketing e controle de finanças. Contudo, suas interações são feitas via ferramentas digitais – como smartphones e notebooks – em plataformas na internet. Assim, o processo de compra e venda tem algumas diferenças e deve seguir alguns passos para segurança e direito do consumidor. 

Outro conceito é o de marketplace. Neste caso, uma marca ou pessoa realiza a venda de seus produtos via uma plataforma comum de vendas, compartilhada entre marcas e administrada por uma empresa. Plataformas populares de marketplace são: OLX, Mercado Livre, Magazine Luiza, Amazon, Ponto Frio, Elo7 e outros. 

A última novidade são as lojas em redes sociais, como no caso do Facebook e Instagram. Sua existência veio para facilitar a divulgação das lojas virtuais e produtos diretamente nas publicações das mídias sociais. Nelas, a empresa pode registrar todos os produtos que possui em sua loja virtual ou marketplace, linkando um ao outro. Ou seja, esse serviço serve como um catálogo personalizado nas redes sociais da marca.

Vantagens de ter uma loja virtual?

Os últimos anos foram marcados pelo surgimento de tecnologias disruptivas que levaram a mudanças na forma que nos comunicamos, vivemos e, claro, consumimos. A internet e o Wi-Fi possibilitaram o acesso a um novo mundo de possibilidades, onde podemos fazer milhares de ações diferentes com apenas um clique – como transferir dinheiro por uma conta digital ou comprar um produto. Isso naturalmente transformou o comportamento de consumo, instigando a preferência crescente pelo consumo on-line ou omnichannel (em mais de um canal). Assim, uma das principais vantagens da loja virtual é um amplo (e crescente) público que cada vez mais busca realizar suas compras na internet.

Esse público sente-se atraído por diversos fatores, os principais são: a praticidade da compra, que pode ser realizada a qualquer horário e dia, de qualquer lugar; e os preços mais baratos, pois uma loja digital não adiciona certos custos como a loja física, por exemplo não há o aluguel e manutenção do espaço, salários de colaboradores e comissão de vendedores. Outra super vantagem ao consumidor, que se tornou um comportamento comum, é a possibilidade de comparar preços facilmente. Neste aspecto, sua loja on-line pode até ser um chamariz à loja física.

Conheça o comportamento dos novos consumidores!

Não fique para trás, veja as tendências de consumo em nosso texto "Entenda a jornada de compra dos novos consumidores".

Como já vimos, a sociedade em grande parcela já realiza suas compras via internet e esse grupo tende a cada vez mais migrar seu consumo do off-line ao on-line. Em frente a esse cenário, as empresas com loja virtual ganham visibilidade e um novo canal de vendas a um público específico ou de massa. Imagine, ao invés de alcançar apenas os clientes da região onde sua loja física está localizada, preso ao número de pessoas que passam pela rua ou que são alcançadas via marketing, você pode alcançar o público de qualquer lugar do Brasil ou até do mundo por diversas ferramentas de divulgação on-line, desde redes sociais até a clássica pesquisa no Google. 

Em outras palavras, esse é um espaço que permite o crescimento da marca, que pode expandir os horizontes, atingir novos territórios, ter acesso a um fluxo de público amplamente maior e conquistar uma grande quantia de novos clientes. Isso porque os clientes on-line são uma soma à clientela que já se possui na loja física. Além disso, será mais fácil de visualizar a jornada de compra na sua loja virtual, pois ela permite um melhor controle das métricas de venda, nas quais você pode segmentar seus clientes e traçar os perfis de compra, algo difícil de se fazer em uma loja física. Esses dados são um guia importante para produzir estratégias de marketing no meio digital e facilitam a relação pré e pós venda com o cliente.

Para aqueles que não têm uma loja física e querem criar apenas uma loja virtual, as vantagens ainda são igualmente válidas, principalmente se você busca iniciar um negócio sem precisar do alto investimento físico inicial. E, no futuro, você sempre pode optar por abrir uma loja física, caso queira.

Tendências da compra on-line

Sempre em movimento e suscetível a constantes mudanças, o e-commerce não pode ficar para trás quando se trata do comportamento do consumidor e do mercado. Veja algumas das principais tendências conforme apontado por pesquisas do setor:

Mobile

Das novas compras on-line realizadas no primeiro semestre de 2019, 64% foram via smartphone. Assim, as compras estão também (e principalmente) na palma da mão. É importante ter um site responsivo, que se adapte bem a esse modelo. 

Omnichannel

A Transformação Digital nas empresas e na vida dos consumidores levou à busca por marcas que possuam presença multicanal de forma complementar, no on-line e off-line, sem que um sobreponha o outro.  A estratégia transmídia é uma forma criativa de conectar o marketing dos diferentes setores.

Black Friday

Uma das datas mais importantes do comércio atual tem seu ápice nas vendas on-line. Em 2019, as compras em plataformas digitais cresceram 23,6% na data, alcançando o valor de R$ 3,2 bilhões em vendas. Dessa forma, a data se tornou referência para a criação de estratégias de venda on-line e destacou a importância da promoção criativa também no digital. 

Interface

Os consumidores demandam uma experiência de compra simples e prática, com interfaces intuitivas, modernas, conectadas às redes, e atendimento rápido disponível 24h. Além disso, a diversidade de formas de pagamento, envio/retirada, cancelamento e troca são um motivo a mais para se destacar.

Como criar uma loja virtual

Quer ter uma máquina de vendas na internet, mas não sabe por onde começar? Então venha aprender conosco em nosso primeiro evento!

A Big Dream, em parceria com a Get Commerce, quer ensiná-lo que ter uma loja virtual nunca foi tão simples. Para isso, planejamos uma noite de palestras e troca de experiências (mesa redonda) com o objetivo de impulsionar a sua empresa no mundo digital.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email